O Perfuraneve ainda é melhor do que o Expresso do Amanhã

0

Sem dúvida alguma, o original ainda é melhor do que suas adaptações. Lógico que existem livros e quadrinhos que acabam sendo superados pelas versões para o cinema ou seriados. Mas este não é o caso de O Perfuraneve, que virou filme em 2013 e um seriado recente na Netflix.

A Graphic Novel

O inverno chegou e pode durar para sempre! Após uma hecatombe nuclear que alterou o clima da Terra e a afundou em uma eterna Era do Gelo, a humanidade não tinha chance nenhuma de sobreviver. Exceto por um pequeno grupo que encontrou refúgio em um trem de tecnologia revolucionária, o Perfuraneve. A locomotiva representa a salvação da humanidade e confina, em seus mil e um vagões, toda a esperança de vida no planeta. A convivência se torna o grande desafio para os últimos representantes da espécie, que rapidamente se adaptam e organizam a vida no novo habitat.

Nesse momento, os velhos mecanismos que levaram o planeta à destruição voltam à ativa, incluindo a divisão de classes: os passageiros são divididos em “castas”, cada uma em um vagão, ficando os pobres no fundo e os ricos na frente. O trem também é cenário de racismo, religião e alienação. Considerada uma das melhores HQ de Ficção Cientifica, O Perfuraneve teve seu primeiro volume publicado em 1984 e, após a morte de Lob, e Benjamin Legrand deu continuidade ao trabalho e publicou os dois volumes seguintes: O Explorador (1999) e A Travessia (2000).

A edição da Aleph traz o texto integral, unindo os três volumes, diferente do ocorrido em alguns países nos quais foi lançado divido em três volumes.

Vale realmente a pena?

Sim! Sem dúvida alguma. A Graphic Novel é instigante, com desenhos em Preto e Branco que traduzem todo o sofrimento, medo e principalmente o frio deste mundo. O frio não é apenas físico deste planeta praticamente destruído, mas muito mais da humanidade que agora mora em seus vagões. A divisão de classes é mostrada de uma maneira que qualquer estudante de ciências políticas irá perceber como um verdadeiro tapa na cara, vinda do Marxismo.

O Perfuraneve é uma verdadeira análise da condição humana, uma crítica a maneira como tratamos o meio ambiente, mas principalmente os testes que fazemos para vivermos (sobreviver), em meio ao caos social.

Mesmo que ele aconteça dentro de vagões, é fácil perceber que são partes segregadas de nosso mundo. O roteiro é totalmente violento, cheio de sarcasmos e hipnótico.

Esta é sem dúvida uma leitura obrigatória a ser feita por todos aqueles que são críticos da forma como “escolhemos” viver, pois, mesmo que O Perfuraneve seja de 1984, ele consegue ser atual, como se fosse uma comparação com estilo de vida das redes sociais que estamos acostumados a viver, dentro de regras impostas e uma sociedade estratificada.

Praticamente a Graphic Novel, é como a obra 1984 escrita por George Orwell, um prenúncio de um mundo que já vivemos. Agora escolher entre a escravidão ou a liberdade, são mais do que escolhas do leitor. Ou prefere ser um espectador enquanto outros dirigem a sua vida?

O Perfuraneve leva 5 vidas de 5!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *