Crítica | Pokemon: Detetive Pikachu

0

O desaparecimento do detetive Harry Goodman faz com que seu filho Tim (Justice Smith) parta à sua procura. Ao seu lado ele conta com Pikachu, o antigo parceiro Pokémon de seu pai, que perdeu a memória recentemente. Juntos, eles percorrem as ruas da metrópole de Ryme City, onde humanos e Pokémon vivem em harmonia… por enquanto.

A onda de adaptações de HQs e Games apenas se fortalece a cada nova temporada. E se falando em games, diferente das franquias de heróis Marvel e DC, esta mida ainda carece de boas adaptações.

E Pokemon: Detetive Pikachu (lembrando que originalmente Pokemon é um game que virou anime), consegue fugir das péssimas adaptações para uma, não ótima, mas divertida!

O filme, mesmo com muitas cenas entregues pelo trailer, ainda consegue mostrar para que veio e fará muitos fãs da antiga se divertirem.

A inteligência da produção de Pokemon é não ter trazido os personagens humanos já conhecidos para a telona e ter apostado em novos, no caso de Tim. Desta forma evitou-se o comparativo inevitável se o ator seria parecido com sua versão origina, se a roupa é a mesma ou ficou ridícula para os cinemas etc. E desta forma, ampliou mais ainda o universo.

Outro ponto positivo é que este Pikachu não é o mesmo dos games ou anime. É um novo. Portanto, isto o torna totalmente independente de qualquer história já conhecida.

E falando em Pokemons, os bons e velhos conhecidos estão ali. E muito bem feitos. A produção foi muito competente ao transportar para as CGIs. São praticamente personagens reais ali na tela.

A história é até um tanto clichê e lembra demais o roteiro de Zootopia, assim como a chegada do personagem principal a cidade. Não que seja uma cópia, mas é impossível não lembrar da história da concorrente.

Justice Smith faz um bom papel e é até divertido. Não dá para ter muita empatia com seus personagem ou com os demais, ou mesmo com os problemas que a trama traz para ele, que é a solução do desaparecimento de seu pai.

E um pouco disso e “culpa” do que realmente queremos ver na tela, os Pokemons. Estes são a grande atração do longa. Continuam sendo aqueles mesmos que estamos acostumados a jogar ou assistir. O roteiro não quis inventar novas personalidades para os mesmos, como acontece em adaptações de games.

O ponto negativo fica para cópias que estão no Brasil, que em sua maioria são dubladas. Foi dado destaque em todo material para a dublagem Ryan Reynolds e infelizmente não é o que muitos fãs do ator que interpreta Deadpool poderá conferir. De qualquer forma, a dublagem possui muita qualidade.

De uma maneira geral, Detetive Pikachu cumpre o que promete, com uma história que envolve problemas de relação entre pai e filho, muita diversão com os Pokemons, uma boa dose de aventura e muita diversão!

Vale a pena conferir e torcer por uma continuação do Universo Pokemon!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *